Espectro é um personagem da DC Comics que foi criado em 1940 por Jerry Siegel e Bernard Baily. E é também uma das entidades mais poderosas do multiverso DC. O personagem quem estão é um espirito que tinha como hospedeiro o policial Jim Corrigan, e regressava da morte com a missa de punir almas corruptas.

APARIÇÃO

A primeira aparição do personagem aconteceu em More Fun Comics #52 de 1940, quando Jim Corrigan foi assassinado e a entrada do seu espirito na vida após a morte, foi recusada.

No entanto, até More Fun Comics #53, Corrigan ainda não era de fato o Espectro. Isso só aconteceu quando uma entidade chamada Voz, deu a ele um traje verde e o incumbiu de erradicar o mal da Terra.

Algumas vezes, o Espectro foi capaz de se separar de Jim. Na era Pré-Crise, ele conseguiu até mesmo abandonar Jim Corrigan da Terra-2 para assumir a identidade do mesmo personagem na Terra-1. Basicamente as estatísticas dos dois são iguais. O que muda é apenas a data de assassinato de cada um.

espectro, dc comics, crise, jim corrigan, 111220191947
Personagem tinha a missão de erradicar o mal da Terra.

Ano após anos, o Espectro começou a procurar vingança contra os assassinos de Corrigan. Anos mais tarde, devido ao ganho de reputação entre escritores e editores, o personagem ganhou ainda mais poder.

A popularidade do personagem chegou a fazer dele o escolhido para ser fundador da primeira equipe de super-heróis, a Sociedade da Justiça da América, em All-Star Comics.

ERA MODERNAespectro, dc comics, crise, jim corrigan, 111220191946

Espectro teve algumas alterações nos seus poderes. Isso aconteceu muito através das eras. Mas talvez a mais importante veio na Era Moderna, depois de Crise nas Infinitas Terras quando ele foi punido pela Voz e teve seus poderes diminuídos por sua arrogância.

Nessa mesma época, John Ostrander e Tom Mandrake, começaram a trabalhar no personagem. Eles fizeram dele, o espirito de um anjo caído que há milhares de nos havia perdido a guerra no Céu e foi transformado em um Espirito de Vingança para se redimir de seus erros. Esse cargo anteriormente era ocupado por Eclipso que segundo a DC Comics teria provocado o Dilúvio. Enquanto Espectro seria o responsável pela Praga dos Primogênitos no Egito. No final da série de John Ostrander e Tom Mandrake, o Espectro estava finalmente livre de Jim Corregan que conseguiu redenção e foi para o Céu. O espirito agora existia livre de uma alma humana.

O fato dele ter ficando sem um hospedeiro, acabou deixando-o totalmente desequilibrado. Nesse período ele chegou a transformar o Vingador Fantasma em um rato. Derrotou de forma humilhante todos os membros da Família Marel. Matou todos os Lordes da Magia e também arrancou misticamente os olhos da Madame Xanadu, de uma maneiro que nunca mais pudessem ser regenerados.

PODERES

Os poderes dele são inúmeros. Dentre eles ele pode ficar uma forma fantasma, mas isso o deixa vulnerável para ser controlado psiquicamente ou atomicamente.

Ele também pode dar vida a imagens e animar objetos e já foi capaz de transmutar matéria, inclusive seres vivos, além de ter chegado a criar ilusões como forma de torturar psicologicamente seus oponentes.

O Espectro tem a capacidade de entrar na mente de vários seres vivos e confrontá-los em seus próprios egos, no entanto essa é uma estratégia arriscada, já que uma vez dentro da mente do oponente, o próprio inimigo pode alterar a realidade como bem entender.

Ele também tem teletransporte infinito, ele pode de teletransportar para qualquer lugar, incluindo planetas. Ele é imune a ataques mágicos, inclusive quando é atacado assim, ele recebe um aumento em sua força. Com um simples toque ele é capaz de matar um inimigo ou deixa-lo inconsciente.