Se você é fã da Marvel, com toda certeza já viu as declarações de Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, onde ele diz que a Capitã Marvel, é a heroína mais poderosa do grupo atualmente. Mas isso pode estar prestes a mudar.

O Disney+, o novo serviço de streaming da Disney, irá produzir algumas séries que irão interagir diretamente com o Universo Cinematográfico da Marvel. E entre essas séries, teremos WandaVision, a série que contará uma história ambientada nos anos 50 envolvendo Wanda Maximoff e Visão.

No entanto, como o UCM acontece nos dias atuais, uma série ambientada nos anos 50, e com um a volta de um personagem morto, que não existia naquele tempo, sugere apenas uma coisa. Wanda deve criar uma realidade alternativa onde ela e Visão poderão viver juntos.

Um dos poderes, ainda não explorados, da Feiticeira Escarlate no UCM é justamente esse. Criar novas realidades. Ela inclusive já fez isso numa HQ chamada ‘Dinastia M’, onde ela acaba perdendo o controle dos seus poderes e gera um grande desequilíbrio. Consumida pela dor de ter perdido os filhos, Wanda acaba criando uma nova realidade onde nada aconteceu.

O fato de que a série terá um tom humorístico, diferente do tom atual da Marvel nos cinemas, as campanhas de marketing envolvendo a produção, e até mesmo a participação de Wanda no vindouro Doutor Estranho 2, sugerem de fato, que os poderes da Feiticeira Escarlate terão grande destaque.

Há quem acredite que os poderes dela serão os responsáveis para que Doutor Estranho 2 possa acontecer, já que ela pode acabar sendo a responsável pela abertura do multiverso na série.

Se tudo isso acontecer, e caminha para acontecer, podemos conhecer talvez não todo o potencial, já que no UCM as coisas tendem a ser um pouco diferentes da HQ, mas uma grande parte do potencial da personagem, que colocaria ela, facilmente, no topo dos heróis mais poderosos do UCM.